Paraiba News


20 de dezembro de 2016

UEPB inaugura Praça do Jubileu na próxima quinta-feira

Será inaugurada na próxima quinta-feira (22), às 8h, a Praça do Jubileu, localizada na entrada do Câmpus I da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), no bairro de Bodocongó, em Campina Grande. A praça representa o marco histórico da Instituição, fundada em 1966, e que completou meio século de existência este ano. O espaço também denota […]

praca-do-jubileu-de-ouro-da-uepb-3

Será inaugurada na próxima quinta-feira (22), às 8h, a Praça do Jubileu, localizada na entrada do Câmpus I da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), no bairro de Bodocongó, em Campina Grande. A praça representa o marco histórico da Instituição, fundada em 1966, e que completou meio século de existência este ano. O espaço também denota um rito de passagem para o ano seguinte, quando começam as comemorações dos 30 anos de Estadualização.

Inserido na praça há um monumento representado por uma rocha granítica extraída do Agreste da Borborema, sede da UEPB, erguida como um monolito, desafiando a gravidade. A face lisa da rocha é voltada para o Nordeste brasileiro, região para a qual se destina a atuação da Instituição, tal como idealizada pelos fundadores da antiga URNe, William de Souza Arruda e Edvaldo de Souza do Ó.

O monumento localiza-se numa área formada por vegetação resistente à seca, simbolizando o Sertão nordestino, sendo composto também por blocos de pedras vindos das regiões de cada um dos câmpus que formam o conjunto de expansão da UEPB.

“A planta circular, formada pelo giradouro de entrada e saída do Câmpus, tem linhas retas no piso que partem da pedra em direção ao exterior da praça, como raios a se espalharem em várias direções, sugerindo o papel iluminador da Universidade no campo dos saberes da ciência e da cultura para os que entram em busca de conhecimento e saem melhor preparados para a vida em sociedade. O monolito guarda na parte posterior a marca da origem bruta, ficando às outras faces as marcas do esforço para extrair da terra um bloco gigantesco de 32 toneladas, usando a força da técnica e da ciência, simbolizando a vitória racional do conhecimento humano sobre a natureza, representada pelas aplicações em pedra polida e metal da identidade da Universidade, do selo comemorativo do seu cinquentenário e as datas históricas referentes. A partir de agora, há uma pedra no caminho. Não como obstáculo, mas como elo das travessias”, apontou o reitor Rangel Junior.

A concepção e concretização do monumento dedicado às comemorações dos 50 anos de fundação da UEPB é fruto de um trabalho que envolveu pessoas de vários setores de todos os câmpus da Instituição, do reitor aos trabalhadores responsáveis pela edificação da praça e seu monumento, em uma prova inequívoca de que a construção da Universidade tem sido um esforço coletivo de todos os seus membros, irmanados numa fé inquebrantável no futuro da Instituição, agora representada na força pétrea da simbologia perpetuada na entrada do Câmpus de Campina Grande, lugar de origem da Universidade, no momento em que se encerra o primeiro reitorado de Rangel Junior e se inicia seu novo mandato.

Na placa que integra o monumento, lê-se: “Este monumento une obra da natureza, da tecnologia e do acaso. Simboliza ação humana criativa, tenaz e empreendedora dos homens e mulheres que idealizaram a UEPB e que até aqui a edificaram. Sejam firmes como pedras as nossas utopias para a construção de um mundo melhor. Pela educação, ciência, técnica e cultura!”. Nesse contexto, a UEPB também agradece a Granfuji Mármores e Granitos Ltda pela doação do monumento.

Fonte Ascom

Print Friendly

AVISO Os comentários aqui postados serão automaticamente aceitos, sendo os mesmos de inteira responsabilidade de quem os posta. Porém, fica o portal no direito de, sem prévia notificação, retirar comentários desrespeitosos, ou que estejam fora da temática abordada.

Paraíba News 2007 - 2014 © Copyright - Todos os direiros reservados
Desenvolvido por